CARROS: Divulgados mais detalhes da nova CNH que entra em vigor em 2017

Documento terá novas cores e uma série de itens de segurança. E vai substituir o atual nas renovações e expedições de segunda via Nova CNH que começa a ser emitida em janeiro de 2017 com novidades, principalmente para evitar fasificações Depois de ter confirmado que a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) terá várias mudanças a partir do próximo dia 2 de janeiro, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) divulga mais detalhes sobre o documento, que também pode ser usado como identidade na maioria dos casos. Entre as alterações que ainda não tinham sido divulgadas estão as novas cores. A tinta azul enverdeada da tarja que fica no topo da CNH será trocada por outra preta acizentada.
 As cidades com os piores índices de congestionamento do Brasil. Veja o ranking Além disso, o fundo do documento vai ficar mais amarelado e com alguns elementos gráficos que poderão ser conferidos com ajuda de luz ultravioleta para evitar falsificações, que também serão evitadas por vários outros itens, como o mapa do Brasil em tinta especial e a sigla da CNH impressa repetidas vezes em holografia. Ainda entre os novos detalhes, há fios de microletras, mais elementos em relevo e em microimpressão, tudo para evitar que o documento venha a ser falsificado. Outras mudanças para evitar falsificações As alterações seguem com um novo código numérico de validação com dados individuais de cada CNH.
 Isso permitirá que os agentes e trânsito validem a habilitação por aplicativo que o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) vai disponibilizar. Outra novidade é que haverá mais duas novas informações no documento: o Registro Nacional e Número do Espelho da CNH (número de identificação nacional) e o número do formulário RENACH (de identificação estadual). Como já havia sido informado anteriormente, todas as carteiras de motorista (CNH) que forem solicitadas a partir do dia 2 de janeiro de 2017 serão emitidas com o novo desenho. Mas quem tiver a CNH atual não precisará trocá-la pela nova até a data da renovação. Entretanto, se for preciso pedir uma segunda via do documento, o novo virá com as mudanças que foram adotadas pelo Contran. Fonte: - iG

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BRASIL: Após barrar denúncia, governo vai adotar discurso conciliador

Tentativa é unir a base aliada, sem retaliações aos dissidentes BRASÍLIA —  Denuncia barrada contra o presidente Michel Temer, o gov...