Exportações cearenses crescem 23,7% em 2016

O Ceará fechou o ano de 2016 com crescimento de 23,7% nas exportações. A informação é de um estudo elaborado pela Agência do Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece), com base nos dados da Secretaria do Comércio Exterior (Secex) e Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).
De acordo com a análise realizada pela Adece, enquanto o Ceará exportou US$ 1.294.135.703 em 2016, o valor da soma das vendas para o exterior foi de US$ 1.045.785.082 no ano anterior.
Para o gerente de Mercado e Projetos Agrícolas da Adece, Sérgio Baima, embora vivencie mais um ano de escassez de chuvas, os números mostram que o Ceará ainda se destaca em relação ao País e à Região. “Enquanto as exportações totais brasileiras caíram 3,1% em 2016 se comparado a 2015, no Nordeste, a queda foi de 12,6% no mesmo período”, comenta.
A exportação de combustíveis figura no primeiro lugar no ranking, com variação de 120,9% na comparação entre os dois anos. Máquinas e equipamentos elétricos, assim como peixes, aparecem na segunda e terceira posições, com crescimento de 93,6% e 66,2% nas exportações respectivamente.
Agronegócios
Em um cenário com falta de chuvas, a soma dos principais produtos do agronegócio cearense sofreu uma queda de 1% nas exportações do ano passado. Ainda com a retração, destacaram-se positivamente as exportações de peixes; suco de frutas, com alta de 46,9%; e castanha de caju, com 21,3%.

Já a queda das vendas para o exterior no setor de agronegócios foi puxada principalmente pela diminuição nas flores (-53,1%) e no mel de abelha (-30,7%).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marcelo faz texto emocionante em despedida de Cristiano Ronaldo

Lateral da seleção brasileira usou as redes sociais para se despedir do mais novo reforço da Juventus, com quem atuou durante quase 10 anos...