BRASIL: Temer confirma candidatura à presidência: 'seria uma covardia não concorrer'

Segundo ele, "se tivesse feito um governo destrutivo para o País, eu mesmo refletiria que não dá para continuar"

presidente Michel Temer afirmou à revista Istoé que "seria uma covardia não ser candidato" e que pretende defender, ele mesmo, o legado de seu governo e a continuidade das políticas atuais. Na entrevista, publicada na edição deste fim de semana, o emedebista lembrou que todos os demais presidentes tentaram a reeleição. Não repetir esse gesto, segundo ele, poderia passar a imagem de que estava se escondendo e que os demais candidatos se sentiriam livres para "bater" em sua gestão.
"Acho que seria uma covardia não ser candidato. Porque, afinal, se eu tivesse feito um governo destrutivo para o País eu mesmo refletiria que não dá para continuar. Mas, pelo contrário, eu recuperei um País que estava quebrado. Literalmente quebrado. Eu me orgulho do que fiz. E eu preciso mostrar o que está sendo feito", afirmou Temer à Istoé. A entrevista foi feita na quarta-feira passada, 21.
Temer, que disse ter tomado a decisão "de um mês e meio para cá", avaliou que o ideal seria ter apenas uma candidatura de centro, mas que o cenário que se desenha são de vários nomes. Ele ainda afirmou que o MDB já prepara uma espécie de "Ponte para o Futuro 2", documento que norteou sua política econômica.
Apesar dos índices baixos de popularidade, o presidente já havia avisado a aliados que disputaria a eleição, como revelou o Estado, domingo passado. A informação havia sido antecipada pelo site BR18. Temer avalia que quadro político mudou com pré-candidaturas de Geraldo Alckmin (PSDB) e Rodrigo Maia (DEM) e aposta na recuperação da economia e na intervenção no Rio para se cacifar. Ele já havia dito nesta semana que sua candidatura 'não era improvável'.
Temer tem a seu favor o calendário eleitoral, já que pela legislação ele não precisa deixar o cargo até abril para concorrer - como acontece, por exemplo, com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, outro nome cotado para disputa do Planalto.
INQUÉRITO DOS PORTOS
Sobre as acusações que constam no inquérito dos Portos, no qual foi incluído, Temer disse negou ter relações com a empresa Rodrimar, mas disse que não vai abrir o sigilo bancário antes que essas informações sejam disponibilizados pela própria Justiça - o inquérito não é sigiloso. 

Nike pode financiar ida de Neymar para o Real Madrid; entenda o interesse

Empresa norte-americana de materiais esportivos pretende ajudar na negociação para, em breve, fechar parceria com o clube espanhol 
A novela sobre a transferência do atacante Neymar para o Real Madrid já na próxima temporada ganhou um novo capítulo nesta semana e com um novo personagem bastante importante: a Nike , empresa de materiais esportivos que patrocina o jogador brasileiro. 
De acordo com o jornal espanhol "As", a Nike pode financiar o retorno de Neymar  ao futebol espanhol ajudando consideravelmente no pagamento de uma parte da multa de 400 milhões de euros que o PSG estipulou na possível negociação.

Mas qual o interesse da empresa norte-americana nesse tipo de negócio? O Real tem contrato com a Adidas até 2020 e a Nike já estaria de olho em fazer parceria com o clube merengue após o término desse vínculo, pagando muito mais do que a empresa rival oferece - hoje o clube de Madri recebe algo em torno de 40 milhões de euros por ano.
Além de Neymar, a Nike também patrocina Cristiano Ronaldo, enquanto Lionel Messi tem acordo com a Adidas. 

Outras formas de fazer dinheiro

O jornal Marca também fez uma reportagem sobre a possível ida do camisa 10 da seleção brasileira para o Real e indicou alguns nomes que podem deixar o clube merengue para arrecadar dinheiro. Gareth Bale, Karim Benzema, Isco e Kovacic seriam os escolhidos para serem negociados e, assim, garantir a quantia necessária para fazer o pagamento ao PSG .

Diante de todas as especulações, o catari Nasser Al-Khelaifi, presidente do clube francês, viajou ao Brasil para acompanhar de perto o tratamento de Neymar - o jogador passou por uma cirurgia no pé direito - e também para garantir que ele continue no PSG.
Fonte: Esporte - iG 

POLITICA: Partido Novo pede ao TSE para suspender propaganda do PT que exibe Lula

Tribunal rejeitou candidatura de Lula à Presidência, mas permitiu ao PT fazer propaganda sem mostrá-lo como candidato. Novo alega que PT d...